Sesacre admite limitar fornecimento de máscaras de proteção a servidores

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) afirma que tem orientado os profissionais de saúde para o ‘uso inteligente’ de máscaras de proteção. Em resposta à matéria “Servidor denuncia falta de máscara N95 no PS e ‘calote’ no adicional de insalubridade”, publicada pelo oacreagora.com, a assessoria de imprensa do órgão encaminhou nota na qual afirma que a medida visa “sensibilizar os trabalhadores de que os estoques de máscaras devem ser preservados de forma inteligente”.

Ainda de acordo com a nota, a Sesacre recebeu, do Ministério da Saúde, R$ 1,2 milhão para a compra de insumos, entre os quais kits de testes para o novo coronavírus e máscaras de proteção.

A assessoria não comentou a queixa do servidor do Pronto Socorro do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) quanto ao corte do adicional de insalubridade nos vencimentos.  

Leia a íntegra da nota da Sesacre a seguir:

A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) está orientando seus profissionais para o uso das máscaras de proteção somente quando indispensável, nos setores que estão diretamente lidando com o público, aquele que se enquadra em situação de suspeita para contágio do coronavírus.

O objetivo é sensibilizar os trabalhadores de que os estoques de máscaras devem ser preservados de forma inteligente, para que não venham a faltar pelos próximos dias ou enquanto ele é resposto.

Vale ressaltar que a Sesacre recebeu R$ 1,2 milhão do Ministério da Saúde para a compra de insumos, entre kits de testes, máscaras e outros itens importantes para não interromper os atendimentos.

Mais algumas informações importantes

A UPA do Segundo Distrito e o Pronto-Socorro de Rio Branco continuam sendo as unidades de referência para testes na capital, no entanto, o recomendado é que as pessoas que vão fazer o testes tenham os sintomas para a covid-19, que são tosse forte, febre, falta de ar, dor de cabeça e coriza.

Pessoas que chegam de outros estados, ou de outros países, devem ter a sensibilidade de permanecer em isolamento domiciliar por pelo menos sete dias, ainda que não tenham nada. Nesse período, ela deve ficar atenta a eventuais aparecimentos dos sintomas já citados. Em caso contrário, só então, ela deve ir trabalhar ou ir para a escola ou para faculdade.

Pessoas cujos exames deram positivo para a covid-19 não ficarão internadas, a não ser que estejam em estado grave e se enquadrem no grupo de risco (idosos e pacientes com problemas crônicos respiratórios).

Testou positivo para a covid-19, o procedimento é isolar-se em casa, repousar e receber o acompanhamento dos profissionais de Saúde da Atenção Básica, a cargo da Saúde da Prefeitura de Rio Branco. E aí vêm também aqueles procedimentos de higiene familiar, como não compartilhas copos, pratos, talheres, toalha, por exemplo, com os parentes.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB