PF diz ter pedido prisão preventiva de 4; desembargadora negou

A Polícia Federal confirmou nesta quinta-feira (29), em coletiva de imprensa por videoconferência, ter pedido a prisão preventiva de quatro pessoas, alvos da Operação Dirty Safe, deflagrada no começo da manhã. Os pedidos foram negados pela desembargadora Maria do Carmo, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1).

“Não podemos, no entanto, revelar nomes nesse ponto da investigação”, disse o delegado da PF em Cruzeiro do Sul, Tiago Souza.

Segundo ele, as buscas revelaram, em alguns casos, indícios de enriquecimento incompatível com os rendimentos de alguns investigados.

O superintendente da PF no estado, delegado Erico Barbosa Alves, destacou durante a coletiva que o prazo para conclusão das investigações é de 30 dias, podendo ser renovado caso haja necessidade de desdobramentos da operação.

Ele ressaltou ainda que o sigilo em torno dos nomes – em especial os dos parlamentares estaduais – é fundamental ao sucesso das investigações.

O chefe da Delegacia Regional de Combate ao Crime Organizado, delegado Flavio Henrique Avelar, explicou que as medidas cautelares substitutivas à prisão, impostas a dois deputados, impedem que eles frequentem a Aleac e entrem em contato com os demais investigados na operação.

“Eles receberam uma lista com nomes de pessoas as quais não podem contatar”, afirmou Avelar.

A Operação Dirty Safe visa desarticular uma quadrilha que supostamente atua na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac). Foram cumpridos 22 mandados em Cruzeiro do Sul, Rio Branco e Manaus (AM). A PF estima que cerca de R$ 30 milhões tenham sido desviados.        

São investigados crimes de lavagem de dinheiro, peculato, corrupção passiva e ativa. As ações desta quinta têm por objetivo coletar novas provas que confirmem ou alterem as hipóteses criminais traçadas até o momento pela investigação.

Leia também:

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB