4 mitos e verdades sobre o uso do mel


source
4 mitos e verdades sobre o uso do mel
Redação EdiCase

4 mitos e verdades sobre o uso do mel

Nutricionista esclarece alguns questionamentos sobre esse alimento

O mel é um produto açucarado produzido pelas abelhas por meio do néctar que elas sugam das flores ou de secreções de partes vivas das plantas. As substâncias sugadas pelas abelhas são levadas ao seu sistema digestivo, onde são transformadas e, em seguida, são depositadas nos alvéolos da colmeia para amadurecer.

> Entenda a importância do ácido fólico durante a gravidez

Composição e benefícios

Geralmente, o mel é composto por cerca de 80 a 90% de carboidratos, pequenas quantidades de enzimas, aminoácidos, minerais, vitaminas e polifenóis. A quantidade de vitaminas e minerais é pequena, mas pode conter quantidades significativas de sais minerais.

O mel também pode conter boas quantidades de colina, que é essencial para a função cerebral e cardiovascular , bem como para a composição da membrana celular. Além disso, ele também possui propriedades antioxidantes.

A seguir, a nutricionista Solange Ventura esclarece alguns mitos e verdades sobre esse alimento!

> 3 receitas leves e saudáveis para começar a semana

1. Crianças com menos de 1 ano não devem consumir mel

Verdade. Não se deve dar mel ao bebê, pois pode haver esporos da bactéria Clostridium Botulinum, que provoca o botulismo, pois o sistema imunológico ainda não está completamente formado. Bebês de até 6 meses são especialmente vulneráveis, mas os médicos recomendam que se espere até a criança ter pelo menos 1 ano para dar o mel.

> Conheça a dieta mediterrânea e os seu benefícios

2. Pessoas diabéticas podem consumir mel à vontade

Mito. O mel também contém sacarose, além de outros tipos de açúcar (frutose e glicose), sendo desaconselhado o seu uso generalizado como substituto do açúcar comum. Em excesso, o mel, assim como o açúcar-mascavo ou refinado, também engorda e faz subir a glicemia.

> 5 saladas leves e práticas para detoxificar o organismo

3. O mel é bom para a beleza da pele

Verdade. O mel ajuda a prevenir o aparecimento de rugas, melhorando a elasticidade e firmeza da pele. Contudo, cabe salientar que o indivíduo com problemas dermatológicos deve procurar um profissional da saúde.

> Florais: conheça os tipos e saiba a função de cada um

4. O mel ajuda no funcionamento intestinal

Verdade. O mel possui função prebiótica, que melhora o funcionamento do intestino e a absorção de nutrientes. No entanto, cabe salientar que o indivíduo com problemas gastrointestinais deve procurar um profissional da saúde.

Acompanhe mais dicas de saúde na revista ‘Seja S aúde’

Fonte: IG SAÚDE

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB