Funcionária do PS que atacou menina estuprada pede desculpas: ‘Fui infeliz’

A agente administrativa do Pronto Socorro do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco, Noeli Juncundo Andrade, pediu desculpas após comentários feitos em rede social contra uma menina de 10 anos estuprada pelo tio no Espírito Santo.

Na postagem, ela minimizou os abusos sofridos pela criança, que precisou passar por um procedimento em Pernambuco que interrompeu a gravidez. Noeli afirmou que a menina teria gostado dos abusos por nunca ter denunciado o caso durante quatro anos.

“Foi tão estupro que ela gozou durante 4 anos, só parou de gozar pra assassinar um inocente que ela mesmo gerou”, diz parte da postagem.

Com a repercussão negativa, a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) divulgou nota afirmando apurar a denúncia contra a servidora (íntegra abaixo).

Noeli afirmou ao site G1 Acre, nesta sexta-feira (21), ter recebido diversas ameaças após a postagem e por isso excluiu a conta no Facebook. Ela se diz ‘serva de Deus’, e por isso teria se comprometido a lutar contra o aborto.

“Quando vi a postagem que a menina tinha feito o aborto, que há quatro anos vivia abusada e engravidou, fiquei transtornada e falei que ‘depois de quatro anos não denunciaram o estupro’. Foi estupro porque ele é um monstro, deve estar na cadeia e passar o resto dos dias na cadeia, na minha convicção como serva de Deus, mas deveriam ter denunciado durante esses quatro anos”, afirmou.

Comentários de Noeli renderam ameaças, segundo ela

Ela se diz arrependida pela forma de como se referiu ao caso. Ainda assim, reafirmou que a menina teria sido ‘fingida durante 4 anos’, questionando se durante esse tempo ela não teve oportunidade de denunciar o caso e pedir ajuda.

“Eu reconheço e assumo que fui infeliz na colocação, não soube me posicionar. Não estou tirando minha falha, errei, pedi perdão Deus, peço desculpas, e não foi essa a minha intenção porque sou contra qualquer tipo de abuso”, disse.

Sesacre emite nota sobre o caso:

“A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), por meio do Pronto Socorro de Rio Branco (PS), comunica que já está apurando denúncia sobre manifestação indecorosa de uma servidora da unidade nas redes sociais.

A Sesacre ressalta que comentários publicados em páginas pessoais não refletem o posicionamento da instituição, e repudia todo e qualquer ato de agressão contra a dignidade humana.

As denúncias sobre o caso estão sendo recebidas pela ouvidoria do PS e serão devidamente apuradas, sendo sujeitas a medidas administrativas.

Alysson Bestene

Secretário de Saúde do Acre”

Leia também:

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB