Sem candidato a prefeito da capital, PT diz aguardar recuo da pandemia

O partido que por duas décadas comandou o Acre não conseguiu definir ainda um nome para disputar a prefeitura da capital. O presidente estadual da sigla, Cesário Campelo Braga, disse nesta quinta-feira (21) que espera poder anunciar, até o início de junho, o escolhido para disputar o pleito de outubro. Mas tudo depende de um almejável recuo da pandemia de Covid-19, conforme salientou.

Com as restrições impostas pela crise sanitária, o projeto de construção de uma candidatura viável à prefeitura de Rio Branco tem sido adiado. “Seguimos dialogando internamente”, resumiu Cesário.

Para ele, nesse momento de pandemia, os focos têm sido outros. “Essa situação não está para brincadeira, estamos perdendo nossos amigos, vizinhos, familiares”, lamentou.

Às restrições impostas pela pandemia some-se ainda a dificuldade da própria legenda em bater o martelo sobre uma candidatura. A recusa do ex-prefeito Raimundo Angelim ao convite de disputar o cargo atualmente ocupado por Socorro Neri (PSB) parece não ter deixado muitas opções aos companheiros.

E se antes mesmo da pandemia o partido se via em dificuldades para definir uma candidatura na capital, com a crise decorrente do coronavírus a situação se agravou.

Cesário aposta agora na diminuição do índice de contaminação por Covid-19. Mas para isso, ele reivindica dos atuais gestores públicos ‘medidas mais incisivas’ contra a proliferação da doença.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB