Se a chapa das eleições esfriou, a de Gladson esquenta

Banzai!

Em tempos de muito ócio, o excesso de criatividade pode descambar para o burlesco. É a conclusão que se pode tirar do vídeo protagonizado pelo deputado estadual Fagner Calegário (PL), em que ele se pôs a dar aula de taekwondo pela web. 

Roselane Sports

À parte as boas intenções do parlamentar, teve gente que não perdoou a aulinha de arte marcial: “Tá igualzinho a Roselane Sports”, cravou um frequentador das redes sociais.

Espelho, espelho meu…

Roselane criou o Dia do Fusca. Calegário é autor do projeto que instituiu o dia do trabalhador terceirizado…  

Remember

Para quem não lembra, Roselane, depois de muito tentar, foi eleita vereadora da capital e acabou escorraçada da política na eleição subsequente. No período de campanha, sempre protegida por um guarda-sol, ela pedalava o dia inteiro pelas ruas entregando seus santinhos. Virou folclore.

Mestre Yoda

Calegário, pelo jeito, e tal qual dona Roselane, vai abrindo caminho na mesma direção com seus poderosos golpes de faixa preta.

Primo pobre

Inobstante o respeito que nutro pelo deputado Roberto Duarte Jr. (MDB), não pude levar a sério sua proposta de que o governo Cameli socorra os trabalhadores autônomos com auxílio mensal de mil reais. O governo federal, que tem panos para as mangas, sinalizou com uma ajudazinha de pífios 600 paus. Que dirá o primo pobre da União…

Foto: reprodução

Blábláblá

A propósito, a coletiva convocada dias atrás por Gladson a fim de anunciar medidas para salvar a economia do Acre ficou, por enquanto, só no anúncio do anúncio. Nada de exequível foi dito pelo governador na ocasião.

O buraco é mais embaixo

Mas não tenho apenas críticas a fazer ao governo. Acho, sinceramente, que Cameli e sua equipe têm se saído bem no tocante às medidas adotadas contra a pandemia. Resta saber se também haverá alguma destreza quando se tratar de resgatar a economia do buraco.

Lente de aumento

O mais trágico – e irônico – desses tempos pós-PT é constatar que o primeiro grande adversário político do governador vem a ser um organismo microscópico.

Uma coisa ou outra

Em vídeo divulgado nesta quinta-feira (26), os autônomos do Terminal Urbano pediram socorro a Cameli. Ou o governador deixa que voltem ao trabalho ou cria um auxílio para os que estão passando necessidade. Eis a reivindicação da categoria.

Alta pressão

O caso é o seguinte: as pressões sobre o governo tendem a aumentar, e aí veremos se Gladson de fato tem tutano pra suportar o alarido. 

Foto: reprodução

Chapa fria

Com as atividades do período pré-eleitoral cessadas por conta das medidas anticoronavírus, a chapa esfriou. Pior pra quem precisava se manter na crista da onda até outubro.

Política é conjuntura

Nesse sentido, a conjuntura deverá beneficiar a prefeita Socorro Neri, que chamou para si as responsabilidades inerentes ao combate à Covid-19 sem descuidar de outras obrigações. Nesta quinta, por exemplo, a prefeitura fez publicar decreto destinando crédito especial de R$ 23 milhões para a recuperação das vias públicas. 

40 graus

A sugestão do ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) de adiarmos as eleições municipais foi solenemente ignorada pelos nossos representantes políticos. No Acre, nem mesmo o coronavírus consegue parar uma eleição.   

Dinheiro em caixa

Dos R$ 16 bilhões que o governo federal vai destinar aos estados e municípios, com origem no FPE e FPM, R$ 350 milhões vão cair no caixa do governo e das prefeituras. Será que é por isso que tem prefeito declarando estado de calamidade pública no interior?

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB