Rocha diz que Imac virou ‘feudo’ de grupo que detém 150 cargos no órgão

O vice-governador do Acre, Major Rocha (PSL), criticou, em sua página pessoal no Facebook, o que classificou como ‘feudo’ de um grupo político que detém, no Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac), mais de 150 cargos comissionados. A postagem, feita neste sábado (26), foi uma resposta às provocações de um site local.

Rocha rechaçou a informação segundo a qual um dos integrantes do pacote de exonerações formalizadas pelo governador Gladson Cameli (sem partido) na última sexta-feira (25), pertencia aos quadros do PSDB, onde quem manda é a irmã dele, a deputada federal Mara Rocha.    

No centro da discórdia estava um dos comissionados exonerados do Imac, que o site atribuía à ‘cota’ dos irmãos Rocha. O vice-governador negou a informação.  

“Resta lamentar que, com a saída de um técnico e a completa entrega do órgão a um grupo político, agora sim temos um feudo. Feudo esse que pelas minhas contas até agora soma 151 sombras no governo”, afirmou.

Rocha ainda devolveu a provocação, insinuando que os proprietários do site é que têm “toda a família empregada no Estado”. E prometeu revelar os detalhes em uma postagem futura.

Leia a íntegra do post do vice-governador:

Não será necessária mais uma consultoria ambiental para saber que isso está longe de ser jornalismo. Não precisa gastar um centavo dos cofres públicos para saber a quem pertencem os órgãos ambientais do Acre. O Acre é terra de muros baixos e nada fica oculto nas muitas sombras.

Na verdade as assertivas contidas nessa postagem estão mais para Fake News, fábula, ficção, fantasia, engodo ou simplesmente uma mentira do mundo da política suja.

Ranieldo nunca teve ligação com o PSDB, tampouco foi indicado por mim ou minha irmã. Ainda assim tenho que reconhecer que dentre os comissionados do IMAC era um dos poucos que tinham perfil técnico. Alguém que encontrava soluções para os muitos problemas que eram apresentados. Resta lamentar que, com a saída de um técnico e a completa entrega do órgão a um grupo político, agora sim temos um feudo. Feudo esse que pelas minhas contas terá agora soma 151 sombras no governo.

Observando de onde parte essa tentativa de imputar a mim, a minha irmã ou ao PSDB a formação de um feudo, fico pensando se fossemos nós a ter toda a família empregada no Estado. Bem, isso é assunto para outra postagem. 

Finalizo salientando que um governo que não respeita aliados tende a ficar somente com as sombras do isolamento.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB