Ribeirinha pede água e servidora pública diz que ela vá comprar

Moradora da comunidade Olivença, no Vale do Juruá, a ribeirinha Vandercleia Rodrigues aguardava atendimento no Instituto de Identificação em Cruzeiro do Sul na manhã desta quarta-feira (16) quando pediu um copo d’água a uma servidora do órgão. Em resposta, a funcionária mandou que ela fosse comprar.

Vandercleia afirmou ao site juruainformativa.com.br (leia aqui) que estaria há mais de duas horas no portão do órgão, sob o sol escaldante, à espera de atendimento. E que pediu um copo d’água para poder tomar um medicamento.

“Eu só pedi um copo d’água pra tomar meu remédio. A gente entende que tem os limites devido à pandemia, mas deixar a gente aqui no sol quente… Tem pessoas que vieram hoje aqui atrás de uma informação, eles nem dão confiança, tem que esperar a boa vontade de vir aqui, tudo isso é preguiça”, reclamou Vandercleia.

O site disse ter tentado contato com o responsável pelo Instituto de Identificação (órgão ligado à Polícia Civil do Acre), mas não obteve resposta.

Informações e imagem: Juruá Informativa

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB