Recuperado da covid-19 Roger Gracie alerta: “não é brincadeira”

Um dos maiores nomes da história do jiu-jítsu competitivo e ex-lutador do UFC, Roger Gracie – radicado há anos em Londres, na Inglaterra – foi infectado pelo novo coronavírus no mês de março. E o atleta de 38 anos, faz um alerta, em entrevista ao Combate.com: “Não é brincadeira”.

Recuperado, Roger Gracie conta que começou a sentir os sintomas da COVID-19 no último mês, quando a tosse e a febre alta apareceram. A falta de ar, um dos sinais mais fortes da doença, apareceu em apenas um dos dez dias em que ficou doente. Ele chegou a entrar na ambulância para ser levado ao hospital, entretanto, os médicos o examinaram e decidiram que o melhor seria continuar em casa.

“Eu peguei o vírus, me recuperei há duas semanas. Fiquei bem mal, de cama. É bom falar, porque muita gente não tem noção exatamente do que é, acha que não vai ser afetado, que nunca vai chegar nele. Fiquei dez dias de cama, com 40 graus de febre e tosse. Eu senti falta de ar um dia, ainda bem que não progrediu. Acordei de madrugada com o coração acelerado, com falta de ar. Liguei para a ambulância, até entrei nela. Fizeram os testes, ligaram para o chefe da medicina e acharam melhor eu ficar em casa”.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB