Recondução de Valério à presidência do PSL mostra força política

Pela quinta vez consecutiva, o produtor rural Pedro Valério de Araújo foi reconduzido ao cargo de presidente do PSL do Acre. Sua manutenção no comando da executiva estadual passou por uma dura prova de fogo nos últimos dias, quando o vice-governador Major Rocha resolveu desembarcar na sigla. Rocha acabou acomodado no comando da executiva municipal em Rio Branco.

A bolsa de apostas políticas dava Valério como batido no confronto, mas ninguém imaginava que ele tinha na manga a melhor de todas as cartas: um portfólio de serviços prestados que alçaram o PSL à condição de partido que mais cresceu no Acre nos últimos tempos.        

Ainda que a nominata da nova executiva estadual do partido, publicada nesta segunda-feira (6) no site do STF, revele a divisão dos cargos – com Ulysses Araújo a figurar de vice-presidente do diretório estadual –, não resta dúvida de que Valério saiu fortalecido do episódio.    

“Em primeiro lugar eu agradeço a Deus. Também reservo gratidão à nossa militância, aos filiados e pré-candidatos a vereador, prefeito e vice-prefeito. Agradeço ainda ao nosso presidente nacional, Luciano Bivar, pela confiança em mim depositada”, disse ele após a recondução.

Valério lembrou ainda que o deputado federal Júnior Bozzella, atual vice-presidente nacional do PSL, foi quem dirimiu a confusão de que foi palco o PSL nos últimos dias.

“Bozella esteve no Acre para conversar com a militância e com muita sensibilidade mostrou a Bivar a saída para que tivéssemos um final feliz”, afirmou Pedro Valério.

O PSL conta atualmente com 16 diretórios e pretende lançar candidaturas em pelo menos 15 municípios para as eleições deste ano.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB