Previsão para este ano é de seca severa no Acre, afirmam Sipam e Cemaden

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) espera para este ano um período de seca no Acre mais severo do que o de 2005. O prognóstico é do meteorologista do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam), Luiz Alves, e de Ana Paula Cunha, do Centro de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). E foi apresentado durante o encerramento da programação de eventos online do Mês do Meio Ambiente, nesta quarta-feira (24).

Se por um lado a seca será severa, por outro não será prolongada. “Já estamos observando um índice muito abaixo da cota do Rio Acre, que está em 2,55 metros. Mas, de acordo com os modelos estudados, as chuvas devem ficar dentro da sua normalidade, com temperaturas dentro da normalidade. Estão previstos também eventos de friagem que devem acontecer com uma certa frequência”, disse Alves.

O subcomandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Acre, coronel Charles Santos, falou das medidas adotadas para combater as queimadas.

“Nós já ultrapassamos o número de chamadas emergenciais no Corpo de Bombeiros, em relação ao mesmo período do ano passado, de janeiro a 23 de junho. Em 2019 tivemos 4.338 chamados e somente este ano já foram registradas 4.520 ocorrências”, assegurou.

Com informações da Secom

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB