Preso por tráfico em 2005 é colocado à disposição do gabinete de Rocha

O ativista dos direitos humanos Eudo Lustosa Brasil, preso em 2005 pela Polícia Federal por tráfico de cocaína, foi lotado no gabinete do vice-governador Major Rocha (PSDB). O decreto, assinado pelo governador Gladson Cameli, foi publicado na edição desta terça-feira (30) do Diário Oficial do Estado.  

Lustosa transportava seis quilos de pasta-base quando foi preso no aeroporto de Brasília,, em novembro de 2005. Ele é funcionário da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).

Indiciado com base no artigo 12 da lei de entorpecentes, que prevê pena de até 12 anos de prisão, Lustosa era ligado ao PT à época em que foi condenado. Contou ter recebido R$ 400 ao embarcar em Rio Branco, com a promessa de outros R$ 1,5 mil em Marabá (PA).

Condenado a mais de cinco anos de prisão, ele cumpriu boa parte da pena em regime fechado.

A reportagem do oacreagora.com tentou contato com a assessoria de imprensa do major Wherles Rocha. Mas as ligações, feitas para o número 9**1-1*83, não foram atendidas.

Veja o decreto:

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB