Presidente do CRM recebe ameaças após decisão da Justiça

A presidente do Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC), Leuda Dávalos, virou alvo de ataques e ameaças depois que a justiça acatou pedido da entidade contra a liminar que permitia ao governo contratar médicos sem registro no órgão de classe.

Em nota, o Sindicato dos Médicos do Estado do Acre (Sindmed-AC) repudiou as ofensas feitas à médica e colocou os serviços jurídicos desta entidade à sua disposição, “para que os culpados sejam punidos” conforme a lei.  

A reportagem do oacreagora.com tentou contato com a médica na manhã deste sábado (23), por meio do telefone celular 99**9-6**9, mas as ligações não foram atendidas.

Leia a seguir a nota do Sindmed:

Nota de Repúdio

A Diretoria do Sindicato dos Médicos do Estado do Acre (Sindmed-AC) repudia os ataques e as ameaças quem tem como alvo a presidente do Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC), a médica Leuda Dávalos, em virtude do recurso que derrubou a liminar que permitia ao governo do Estado a contratação de médicos sem o registro no órgão de classe.

Os membros deste Sindicato também reafirmam o compromisso de defesa da colega, disponibilizando os serviços jurídicos desta entidade para que os culpados sejam punidos conforme previsto em lei.

Em nosso regime democrático é possível se manifestar, mas o ato pode se transformar em criminoso quando representa ameaça ou ofensa as pessoas, ferindo frontalmente a as normas vigentes.

Os Diretores do Sindmed-AC reafirmam também serem contra o exercício ilegal da profissão por profissionais sem a inscrição no CRM, apoiando o recurso encaminhado pela autarquia ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília-DF.

A Diretoria do Sindmed-AC

Leia também:

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB