Prefeitura compra sacos para cadáveres e secretário nega relação com pandemia

A prefeitura de Acrelândia (a 118 km da capital) acaba de formalizar a compra de 80 sacos impermeáveis para cadáveres. O secretário de Saúde do município, Tião Rita, afirmou à reportagem do oacreagora.com, na manhã desta segunda-feira (22), que a aquisição não está relacionada à pandemia de coronavírus.

Segundo Rita, os sacos se destinam aos corpos que serão enterrados em terreno liberado pela prefeitura, ao lado do cemitério da cidade. Como não havia mais espaço no local, a saída foi ampliar a área destinada aos sepultamentos.

A liberação do terreno foi feita pelo Ministério Público do Estado (MPAC), a partir da assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Imac (Instituto de Meio Ambiente do Acre), que prevê o enterro em sacos impermeáveis. A medida visa proteger o meio ambiente, segundo o secretário.

Ao custo unitário de R$ 60, os 80 sacos impermeáveis vão custar R$ 4,8 mil aos cofres municipais.  

Até este domingo (21), Acrelândia possuía 181 casos confirmados de coronavírus, segundo boletim da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre).

Veja a publicação no Dário Oficial:

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB