Pecuarista diz que após ‘período de aflição’ está livre do coronavírus

O pecuarista José Aristides Junqueira Franco Júnior, mais conhecido por Nenê Junqueira, está curado da Covid-19. Ele suspeita ter contraído o vírus no Acre, durante um almoço que ofereceu em casa a amigos, no dia 15 de março. Cerca de 12 pessoas participaram do encontro.

Segundo Junqueira, o primeiro sintoma da doença foi febre. No terceiro dia ele teve diarreia e, já próximo ao final do período de convalescença, tosse.

“Não tive problemas com falta de ar”, contou, citando o aspecto mais temido da doença para os que sofrem de problemas respiratórios, como a asma.

Após diagnosticado, o pecuarista teve que permanecer em isolamento em sua própria residência. Foi aí que os efeitos emocionais do coronavírus se fizeram sentir. “Fiquei pra baixo uns dias, sozinho no quarto pra não infectar a família, e isso mexe com a cabeça”, explicou.

O maior temor de Junqueira, porém, era que o filho, de 10 anos, e a esposa também tivessem contraído o coronavírus, já que no período anterior ao diagnóstico eles haviam mantido o convívio normal.

“Mas graças a Deus nenhum deles apresentou os sintomas”, afirmou ele ao site oacreagora.com.

Totalmente recuperado, o pecuarista diz ter tirado algumas lições desse episódio. E uma delas foi sua gratidão ao médico que o tratou: o infectologista Tião Viana, de quem, na política, Junqueira sempre foi opositor.

“Nessa hora a gente esquece as desavenças e consegue ver o grande profissional e a figura extremamente humana que é o Tião”, concluiu ele.         

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB