“Não vou permitir essa pouca vergonha”, diz Duarte Jr. para Minoru Kinpara

Um dos momentos mais quentes do debate da OAB/AC, realizado nesta sexta-feira (6), foi protagonizado pelos candidatos a prefeito Roberto Duarte e Minoru Kinpara.

Duarte perguntou para Kinpara se, caso eleito, ele implantaria a ideologia de gênero nas creches e escolas, assim como fez enquanto foi reitor da Ufac. Infelizmente, o candidato tucano não respondeu ao questionamento. “Meu pai, Roberto Duarte, estudou e se formou na Ufac. Meu tio, Ruy Duarte, foi professor da Ufac. Eu estudei na Ufac. Na nossa época existiam dois tipos de banheiros, para homem e para mulher. Mas hoje o homem pode usar o da mulher e vice-versa – de acordo com sua ideologia de gênero. Basta consultar a resolução N°007, de 02 de fevereiro de 2016 e você vai ver quem assinou embaixo. Não vou permitir essa pouca vergonha”, disse Roberto Duarte.

Leia também:

Fluxo migratório

Questionado pelo mediador Gilliard Rocha sobre como lidaria com o fluxo migratório de venezuelanos para a capital, o candidato Roberto Duarte respondeu que este é um problema que vem da origem comunista e esquerdista. “Sabemos que eles vêm de países de esquerda. Para ajudar, teremos que fazer parcerias com os governos federal e estadual. Mas, precisamos focar nossas ações aos cidadãos rio-branquenses, que se encontram nos bairros periféricos da nossa cidade”, destacou.

No bloco seguinte, Roberto Duarte foi perguntado por Jamyl Asfury sobre a proposta de pavimentar as ruas de Rio Branco. “Agradeço o seu questionamento para poder esclarecer algumas verdades, pois estão divulgando fake news por aí. Estima-se que Rio Branco tenha 900 km de ruas. Destas, faltam 200 km para serem pavimentadas. O nosso senador Marcio Bittar – que é o relator do Orçamento da União para 2021 – nos garantiu dinheiro para pavimentarmos 100 km nos primeiros dois anos de gestão. Os outros 100 km faremos até o final do mandato. É bom explicar que a pavimentação pode ser feita de asfalto ou tijolos”, argumentou.

Roberto Duarte disse, ainda, que há muitas ruas para fazer a recuperação e serviços de tapa-buracos. “Hoje fui à Sobral e a equipe da prefeitura estava colocando asfalto em alguns pontos. “O que vi foi o dinheiro do pagador de imposto sendo jogado pelo ralo. Isto é obra eleitoreira e nós não podemos admitir isso. O prefeito deve assumir o compromisso de trabalhar os 4 anos e não apenas na véspera da eleição”, comentou.

No terceiro Bloco, Roberto Duarte questionou o candidato petista Daniel Zen sobre como ele avalia os políticos que pulam de galho em galho e afirmou que enxerga isso com muita preocupação. “Essa mudança de galho em galho, de partido em partido, é uma vergonha. Um dia está na esquerda; no outro, na extrema esquerda. Depois, diz que está no centro direita. Eu sempre tive lado. Estive ao lado do governador Gladson Cameli e do presidente Jair Bolsonaro e continuo com os mesmos posicionamentos”, reiterou Roberto Duarte.

Em suas considerações finais, o candidato emedebista disse que vai governar diferente das últimas gestões que passaram por Rio Branco. “Eu vou trabalhar do bairro para o centro da cidade. Do bairro para os corredores de ônibus. Vamos propor políticas públicas que valorizem o produtor rural. É hora de mudar, quero a oportunidade de mostrar que dá pra fazer mais e melhor por nossa cidade”, finalizou.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB