Ministro não inaugura hospital feito por empresa da família Cameli

O ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, não vai inaugurar o Hospital de Campanha de Cruzeiro do Sul, obra que tem a digital do empreiteiro James Cameli, primo do governador Gladson Cameli (PP). Beneficiada por dispensa de licitação, a EMT Construtora Ltda assinou contrato no valor de R$ 4,1 milhões com o governo do estado em 8 de maio – e sob a garantia de entregar o hospital pronto 30 dias depois.

No último sábado (13), porém – 35 dias depois da assinatura do acordo –, Gladson já justificava o adiamento da inauguração da obra emergencial, alegando que o fornecimento de gases medicinais, como o oxigênio, estaria atrasado. Ele desmarcou a solenidade, da qual Pazuello deveria participar nesta segunda-feira (15).

O ministro, que desembarcou no estado na noite deste domingo (14), deverá participar apenas da inauguração do hospital de campanha de Rio Branco, também destinado a tratar pacientes com Covid-19.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB