Melhorias na Educação integram Plano de Governo de Tião Bocalom

 Apesar do desempenho de 5,9 nos anos iniciais do ensino fundamental – até o 5º ano – do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019, a Educação Municipal de Rio Branco apresenta muitas deficiências – universalidade, infraestrutura e valorização profissional – que precisam ser solucionadas para virar referência no Brasil. É com este objetivo que o candidato à Prefeitura, Tião Bocalom (Progressistas), propõe várias melhorias na área, apontadas no seu Plano de Governo.

Para alçar a tão sonhada valorização dos professores e funcionários do setor, o primeiro passo na gestão do progressista será a revisão do Plano de Carreira dos profissionais, a oferta de cursos de formação continuada para os educadores, contratação de mais profissionais em parceria com o Estado para suprir a alta demanda e implantação de recursos tecnológicos que tornem o trabalho desenvolvido nas escolas mais eficiente. Avanços para beneficiar os alunos integram as metas.

“Vamos melhorar a qualidade dos alimentos servidos aos pequenos a partir da aquisição de produtos da agricultura familiar e assim auxiliaremos no cuidado da saúde dos estudantes. Para que eles sejam atendidos de forma universal, faremos uma parceria com o Estado para contratação de mais professores, com todas as aulas sendo ministradas e o abastecimento da merenda escolar sendo gerenciada pelo Município”, detalha Bocalom.

 Ele afirma que há um grande déficit de vagas nas creches da maior cidade do Acre e que até o fim do período 2021-2024 criará cerca de cinco mil novas vagas para atenuar o problema, além da reforma, ampliação e melhoria das unidades já existentes. “E neste aspecto garantiremos o transporte escolar na zona rural da nossa cidade. Atualmente a realidade é triste, com milhares de crianças sendo transportadas em veículos inadequados e sem nenhuma segurança para os alunos”.

 Para atender os jovens que objetivam o nível superior, Bocalom afirma que implantará curso preparatório do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) voltado à população de baixa renda. “Também desenvolveremos um programa multidisciplinar preparatório para o mercado de trabalho e parcerias com as instituições universitárias da rede privada, com premiação de bolsas de estudo aos alunos de baixa renda que mais se destacarem. São ideias possíveis de viabilizar”.

Gostou deste artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkedin
Share on whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB