fbpx

Matilha do PT se reúne e tenta encurralar Cameli na toca da onça

Xadrez

À medida que se aproxima 2022, no jogo da política as peças principais se arriscam a fazer movimentos mais ousados, se mostrando dispostas a numa organização precisa entre elas, onde os peões servem apenas como “boi de piranha”, tentam encurralar o Rei oponente e, por fim, imaginar um possível xeque-mate.

Jogo da Onça

Como numa reunião canina, traçando planos para colocar a onça na toca, os principais alfas do clã petista estiveram num só quadrante: os ex-governadores Jorge Viana e Binho Marques, e os ex-prefeitos da capital Marcus Alexandre e Raimundo Angelim. O assunto, óbvio, foi quem poderá ser sacrificado pelo felino que comanda o jogo.

Jogo da Onça II

Já fora do jogo, muito antes do início da partida, quem dá palpites agora é o também ex-senador petista Aníbal Diniz. Segundo ele, que não se engane quem pensa que o cão alfa Jorge Viana irá enfrentar a onça. Em outras palavras, Diniz quis dizer que Viana vai ficar nos fundos do tabuleiro até o último minuto do jogo e, com isso, contar com a propaganda gratuita de especulações da plateia midiática.

Poker

Nos engodos e blefes, ninguém joga melhor politicamente as cartas que o hoje senador da República Sérgio Protecão. Ao que ele indica, seja com olhares e insinuações nas conversas, mesmo entre os correligionários fiéis, até o momento tudo é uma incógnita se ele de fato tem um Royal Straight Flush na manga, ou não.

Pife

Também conhecido por Cacheta (apesar de haver diferenças), Pontinho e Pif Paf, o objetivo no Pife é fazer 3 trincas e/ou sequências com as nove cartas recebidas. Mas quando se trata de política e as novas regras eleitorais, será muito difícil algum partido fazer uma trinca, tendo em vista que o jogo é bruto e praticamente individual. No máximo, alguns só vão entrar no jogo pra fazer a velha “caixeta” e abocanhar apenas uma parcela do fundo público das eleições.

Go

Já em se tratando do jogo Chinês Go, no qual vence quem consegue alcançar o maior número de espaços do tabuleiro, usando o menor número de peças possíveis, ninguém joga melhor que a deputada federal Dra. Vanda Milani. A bordo de seu helicóptero, ela vem conseguindo fazer, em apenas uma semana, reuniões políticas com diversas lideranças nos 22 municípios do Acre. O retorno dela, trazendo resultado das promessas feitas, também tem sido a jato, ou melhor de helicóptero.

Jogo do burro

Quem deve assumir no lugar do vereador Célio Gadelha, na Câmara de Rio Branco, após ter o mandato cassado por prática de crime eleitoral, é o hoje chefe do RBtrans e suplente do MDB, João Marcos Luz.

Jogo do Burro II

Quem lembra do jogo, em especial na legislatura mirim passada, João Marcos Luz, enquanto vereador, foi o principal opositor da ex-prefeita Socorro Neri, quanto às críticas e falhas no sistema dos transportes coletivos. Ao assumir o RBtrans, após a Vitória de Bocalom, Luz ainda não deu um sinal sequer na melhoria dos serviços de transportes – e a coisa, por sinal, fez foi piorar. Vai entender, né?

Porrinha

Quem não conhece o jogo? Esse é literalmente individual e onde os oponentes portam, às escondidas, palitos ocultos nas mãos. Assemelha-se à situação hoje dos partidos políticos nanicos, que pelas novas regras eleitorais, e sem poder alugar suas siglas, o jeito mesmo vai ser usar sempre a estratégia de vir de ‘lona’ e tentar enganar quem tem maior possibilidade de vencer a partida.

Roleta

Enquanto nada se define até 2022, sejam nas especulações para disputar e tentar ocupar a única cadeira do Senado ou mesmo quem vai ou não arriscar encarar na disputa o governador Gladson Cameli, todos aguardam ansiosos quão forte ele vai girar a roleta da política. Antes dos movimentos de Cameli, porém, é muito bom lembrar que a mesma mão que gira, também, por enquanto, é a mesma que distribui as fichas e paga as rodadas.

Passa Tempo

Esse quem joga é somente o povo, que na partida sem fim da política não passa de mero coadjuvante. Sufocado pela carga tributária (seja no gás de cozinha, gasolina nas alturas, energia nem se fala e principalmente os alimentos), o cidadão comum assiste a tudo atônito, sem saber o que fazer ou a quem recorrer. Enquanto senadores discutem num outro jogo chamado CPI da covid-19, num espetáculo diário circense em cadeia nacional de TV e no rádio, quase todos já familiarizados com a cadeia, aí amigo, não tem quem ganhe deles a partida. Fazer o quê?

Jogo da Velha

Pra finalizar, ia esquecendo do joguinho da velha. Aquele em que os oponentes tentam emplacar três X ou três círculos, numa dinâmica óbvia de oportunismo e pura desatenção do adversário.

Jogo da Velha II

A disputa lembra bem os irmãos vice-governador Major Rocha e a deputada federal Mara Rocha, que já com um “duque” pra fechar o trio e ganhar o jogo, perderam a partida quando nem para vereador conseguiram eleger o maninho Pang.

Jogo da Velha III

A propósito, nessa pretensa suposição de Mara Rocha vir a disputar o Palácio Rio Branco, frente aos possíveis adversários Sérgio Petecão, Jorge Viana e Gladson Cameli, arrisco a dizer que ela não vai marcar nenhum quadrado no jogo… Prefiro apostar no David Hall ou no Sanderson Moura.

O Lamparina fica por aqui. Chega de jogo por hoje e vamos trabalhar porque o querosene tá caro. Fui!

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB