Justiça mantém condenação de Carlos Gomes por danos morais a Alan Rick

A segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Acre decidiu, por unanimidade, negar provimento à apelação de Carlos Gomes de Souza, ex-candidato a prefeito e a deputado federal pela Rede, por danos morais em ação judicial do deputado federal Alan Rick (DEM), que foi caluniado pelo ex-candidato em redes sociais em maio de 2017.

A decisão mantém a sentença que já tinha sido proferida pelo Juízo da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco que julgou procedente a ação ajuizada pelo deputado que determinava a condenação de Carlos Gomes.

Carlos Gomes usou suas redes sociais em maio de 2017 para proferir “ato calunioso e desabonador da conduta e credibilidade”, do deputado federal Alan Rick, que é figura pública.

Gomes (à dir.) terá que pagar R$ 8 mil a Alan Rick a título de indenização/Foto: reprodução

Em seu voto seguido à unanimidade pelos demais integrantes da 2ª. Câmara Cível, o relator do processo, desembargador Roberto Barros, destaca que os textos publicados por Carlos Gomes em suas redes sociais “ultrapassam a categoria de mera manifestação, quando imputa ao autor/apelado prática delituosa sem qualquer base jurídica. Decerto que não tinha como objetivo salvaguardar o interesse da coletividade, mas sim atingir pessoalmente o autor/apelado”, no caso, o deputado Alan Rick.

Com essa decisão, manteve-se a condenação de Carlos Gomes a uma indenização no valor de R$ 8 mil por danos morais ao parlamentar. O acordão da decisão já foi publicado e não cabe mais recursos. “Fui acusado de forma vil e leviana. Busquei meus direitos na justiça e ganhei em todas as instâncias, prova inequívoca do dano causado”, destaca Alan Rick.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB