Justiça mantém condenação a shopping por impedir acesso de deficiente físico

O Tribunal de Justiça do Acre manteve nesta sexta-feira (16), por unanimidade, a condenação contra o Via Verde Shopping que ordena o pagamento de R$ 15 mil para o deficiente físico Mário Willians Lima Moreira. Em maio de 2013, ele foi impedido por um segurança de entrar no estabelecimento.

Mário tinha ganhado o direito à indenização em fevereiro do ano passado, mas o shopping apelou contra a decisão, alegando que sua entrada no local tinha sido condicionada à presença de um acompanhante. A Justiça, porém, decidiu que a exigência viola o princípio da dignidade.

Na apelação, o shopping chegou a pedir a condenação de Mário sob a justificativa de litigância de má-fé.

Dos R$ 15 mil arbitrados pelo TJAC, R$ 10 mil devem ser pagos a ele e R$ 5 mil para sua mãe de criação.

À época dos fatos, Mário disse à imprensa que só queria conhecer o shopping.

Em vídeo gravado pelo jornalista Altino Machado, também em 2013, a mãe de Mário, Lenira, comentou a discriminação contra ele. Assista:

Com informações do G1 Acre e imagem de Altino Machado

Gostou deste artigo?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
Linkedin
Share on whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB