Jakson Ramos alerta para necessidade de novos leitos em hospitais do Acre

Preocupado com o avanço do novo coronavírus e ciente da necessidade de preparação durante a pandemia da Covid-19, o vereador Jakson Ramos (PT) fez nesta quinta-feira, 02, um alerta para a necessidade de a gestão estadual implementar novos leitos de UTI e adquirir novos respiradores para as unidades hospitalares no Acre. O alerta foi feito durante sessão online realizada pela Câmara Municipal de Rio Branco.

“Precisamos nos unir para solicitar da administração estadual informações sobre como está a evolução da implementação de novos leitos e aquisição de novos respiradores. Vários estados estão ampliando. Só a cidade de São Paulo abriu mais dois mil leitos. No Acre, temos 66 leitos em atividade com uma taxa de ocupação de quase 90%, e somente em torno de seis leitos vagos, se precisarmos. Além disso, o Estado só dispõe de pouco mais de uma dezena de respiradores fora das UTIs situados nas emergências do Huerb  e das Upas apenas para casos graves, mas vamos precisar de pelo menos mais 50, além dos que já temos, somente em Rio Branco, porque se qualquer cidadão for infectado e entrar em um quadro de insuficiência respiratória e precisar de um respirador, não teremos como ajudar e essa pessoa irá morrer afogada nos próprios líquidos dos pulmões, pois não teremos como auxiliar”, alertou Ramos.

O vereador acrescenta ainda que a situação dos hospitais no interior do Estado também merece atenção especial para garantir que futuros pacientes tenham o tratamento adequado e não precisem se deslocar até a capital.

“Precisamos ampliar também o número de leitos de UTI do Hospital do Juruá e da mesma forma implementar novos leitos e respiradores no hospital do Alto Acre para que possam atender de forma regionalizada os pacientes dos municípios vizinhos que precisarem de assistência sem a necessidade de virem até Rio Branco”, pondera.

Para o vereador, é preciso “ouvir e cobrar das autoridades ações concretas, isso porque na hora que precisar, não vai dar tempo de montar, e fora isso ainda temos que contratar e treinar equipes para poderem assumir a responsabilidade de comando na condução desses novos leitos de terapia intensiva que serão criados para poderem dar assistência aos pacientes que surgirão. Há muitos cidadãos no Brasil morrendo pela falta de respiradores que são fundamentais, não temos respiradores suficientes para atender mais de 70 pessoas, sendo que outras patologias como derrames, infartos, entre outros, continuam ocorrendo”, finaliza.

Em todo o Brasil, o número de leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS) aumentou 26,2%, acrescentando 8,2 mil vagas às 31,3 mil já existentes. Já a rede de enfermarias ganhou 11,7 mil leitos, um incremento de 4% sobre o que havia dois meses atrás.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB