Ilderlei diz que operação da PF foi ‘ilegal’ e que vai anular processo na justiça

O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro (Progressistas), reuniu quatro vereadores na última terça-feira (18), na sede da prefeitura, para informar que irá reagir às investidas da Polícia Federal contra supostas irregularidades em sua gestão.

Na reunião feita a portas fechadas, Ilderlei afirmou que seus advogados vão atacar a operação da PF a partir da suposta ilegalidade cometida pelo juiz que autorizou as escutas telefônicas e assinou os mandados de busca e de prisão.

Segundo ele, pelo fato de os recursos terem origem nos cofres da União, apenas um juiz federal poderia ter autorizado a operação policial, que na última sexta-feira (14) prendeu sete pessoas no município, entre as quais a irmã do prefeito e ex-chefe de gabinete da prefeitura, Ildelcleide Cordeiro.

Ilderlei garantiu aos vereadores presentes que seus advogados vão conseguir anular as decisões judiciais com base nos supostos ‘excessos’ cometidos pelo juiz estadual. 

Do encontro secreto participaram os vereadores Leandro Cândido (PSL), Clodoaldo Rodrigues (atual presidente da Câmara), Elenildo da Pesca (Progressistas) e Franciney (PT). Outros quatro parlamentares seriam informados tão logo se encerrasse a reunião.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB