Guedes quer criar “seguro-emprego” no valor de R$ 500; entenda


source
Guedes cita seguro-emprego para ajudar pequenas empresas na pandemia
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Guedes cita seguro-emprego para ajudar pequenas empresas na pandemia

Nesta quinta-feira (11), o ministro da Economia , Paulo Guedes , anunciou novos planos para manutenção de empregos no país, em participação no primeiro encontro da frente parlamentar da Micro e Pequena Empresa. No evento, Guedes disse que o ” seguro-emprego ” se daria em 11 ou 12 meses pela metade do custo, em vez de 3 ou 4 meses. 

Além dos programas de reudção de salário proporcional à jornada de trabalho, e os benefícios fiscais para empresas, Guedes anunciou que a medida será anunciada por Bolsonaro “um pouco mais pra frente”. Entre as ações, o ministro citou o ‘seguro-emprego’ de R$ 500.

“Temos o seguro desemprego: a pessoa é mandada embora e o governo da R$ 1000. Porque não dar R$ 500 como seguro-emprego?” 

O ministro também adiantou que a arrecadação federal para o mês de fevereiro foi a maior da série histórica, indicando recuperação da economia. 

“Ano passado, a arrecadação estava 25% acima do previsto em fevereiro, o que indicava crescimento potencial acima de 2%, 2,5%. Este ano temos uma taxa praticamente garantida de 3%, 3,5%”, destacou o ministro.

“Em vez de esperar alguém ser demitido vamos evitar a demissão pagando R$ 500. Ou seja, em vez da cobertura de quatro meses ou cinco meses, vamos fazer uma de 11 ou 12 meses pela metade do custo”, acrescentou. 

Você viu?







Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB