Pfizer negocia com governo para trazer nova vacina ao Brasil

O boliviano Carlos Murillo, de 48 anos, CEO da subsidiária brasileira da Pfizer, gigante farmacêutica, negocia com os principais gestores da multinacional americana e com o governo brasileiro para trazer a vacina para o país ainda este ano.

A esperança de imunização pela tecnologia desenvolvida pela companhia anima mercados globais por causa da alta capacidade de produção, caso a imunização, que está em fase de testes, seja aprovada. A vacina está sendo criada em parceria com o laboratório alemão BioNTech

Segundo a Pfizer, foram preparadas cinco plantas no mundo para produzir cerca de 100 milhões de doses ainda este ano. A empresa estima fabricar 1,2 bilhão de doses em 2021.

A Pfizer testa quatro vacinas simultaneamente. Os testes irão para a terceira e penúltima fase de desenvolvimento.

“Estamos bastante otimistas de que a ciência vencerá novamente. Hoje, já temos um bom número de vacinas apresentando bons resultados para o tratamento de Covid-19. Em breve, teremos mais de uma solução”, disse Murillo à Veja.

Leia a entrevista completa aqui

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB