Empresas no Acre não descartam demissões, diz estudo da Acisa

A Associação Comercial (Acisa) divulgou na manhã desta sexta-feira (3) uma pesquisa com 90 empresários acreanos sobre o impacto da Covid-19 sobre os negócios. O levantamento remoto ocorreu nos dias 1º e 2 deste mês. E o principal problema detectado pela entidade (63% dos entrevistados) tem sido a entrada de novas receitas. Os empreendedores não descartam a possibilidade de demitir empregados.

De acordo com o levantamento, 87,2% das empresas estimam que terão de dispensar até 20 pessoas; entre 30 e 50 demissões são cogitadas por 10,5% delas; e entre 50 e 100, por 2,3%.

Para 18,5% dos entrevistados, a inadimplência é o segundo maior problema vivido no setor empresarial neste momento. Na ordem, aparecem ainda ‘atendimento ao cliente’ (14,1%), ‘gestão de riscos e operações’ (2,2%), ‘adaptação interna da rotina e formato de trabalho’ (1,1%) e ‘gestão de estoque’ (1,1%).

Para os próximos 90 dias, o comércio mantém, no topo das expectativas quanto aos desafios vindouros, o quesito ‘entrada de novas receitas’ (51,1%), seguida da inadimplência (27,2%) e da gestão de riscos e operações (9,8%).

Quando o assunto é perda de receita, 62% dos empresários calculam que elas serão entre 50% e 75%. Apenas 6,5% acreditam que não haverá qualquer alteração no faturamento.

Apenas 4,3% dos entrevistados consideram que seus empreendimentos estão preparados para a crise; 31,5% acham que conseguirão sobreviver à pandemia, mas terão que fazer ajustes; outros 31,5% dizem que suas empresas não estão preparadas para a crise; e 32,6% acham que seus negócios terão grandes dificuldades, mas vão sobreviver.

Entre as empresas que procuram ajustar o caixa à nova realidade, 17,4% admitem cogitar reduzir o quadro de funcionários e 26,2% preveem cortes de custos.

Quando o assunto é a atuação do governo do estado frente à crise, 48,9% consideram as medidas de Gladson Cameli ruins, e 35% dizem as elas são insuficientes e de pouco impacto. Outros 4,3% dizem que elas não são suficientes para a crise e 10,9% as consideram boas, ‘mas é preciso um pacote mais impactante’.     

Segundo a Acisa, ‘todas as respostas foram analisadas em tempo real pela equipe de pesquisa durante o período de coleta’.

Confira aqui a íntegra da pesquisa da Acisa.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB