Emenda de Edvaldo destina 1 real para gratificações de servidores da saúde

Não passou de um traque o rojão que o deputado estadual Edvaldo Magalhães (PCdoB) ensaiou soltar nesta quinta-feira (16), em sessão da Assembleia Legislativa do Acre. Após anunciar que apresentaria emenda no valor de R$ 10 milhões para a gratificação dos servidores da Saúde e da Segurança Pública, o texto apresentado pelo parlamentar encolheu para míseros 2 reais – sendo que R$ 1 para compor a gratificação do pessoal da saúde e mais R$ 1 para a turma da segurança pública.    

Segundo a proposta de Edvaldo, o valor sairia do crédito de R$ 91 milhões a ser contraído pelo governo com aprovação da Aleac.

Na justificativa dada na sessão desta quinta, o deputado afirmou que a medida era prevista no regimento interno da Aleac.

“Quero apenas que sejam destinados R$ 10 milhões aos servidores, e caso seja aprovado o governo decide se usa ou não o dinheiro”, disse ele.

No texto final da emenda apresentado por ele, porém, após uma conversa com o líder do governo na Casa, Gelen Diniz (Progressistas), o valor totalizou R$ 2 – sendo que o governador Gladson Cameli ainda terá a prerrogativa de indeferir a destinação para as gratificações dos servidores.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB