Covid: prefeitura ‘aterroriza’ com carro de som, diz radialista; secretário nega

A prefeitura de Acrelândia teria adotado como tática ‘aterrorizar’ a população através de um carro de som que circula diariamente pelas ruas do município anunciando o número de pessoas infectadas pelo coronavírus no município. A reclamação foi feita ao site oacregora.com pelo radialista Nésio Carvalho. Consultado na manhã deste sábado (4), o secretário municipal de Saúde, Tião Rita, contestou a queixa. “Nosso trabalho é de conscientização”, disse ele.  

Segundo Nésio, o veículo deveria ser usado com o propósito de esclarecer a população sobre as medidas preventivas contra a doença. “E não causar pânico nos moradores para que não saiam de casa”, afirmou.

Rita, por seu lado, foi enfático ao dizer que a prefeitura faz o seu papel. “O carro de som é usado para passar orientações à população do município. Não estamos mascarando nada. Nosso objetivo é didático”, pontuou.

O último boletim da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), divulgado nesta sexta-feira (3), confirma a existência de nove pessoas infectadas pelo coronavírus no município. Outros oito casos foram descartados e seis estão em análise.

“Se não tivéssemos um só registro positivo na cidade, ainda assim faríamos o trabalho de prevenção”, assegurou Tião Rita.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB