Coronavírus: Sindmed cria disque-denúncia no Acre para falta de EPI

O Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed-AC) criou um canal de disque-denúncia com o objetivo de reunir as reclamações de profissionais da área médica quanto à falta do equipamento de proteção individual (EPI). A meta é cobrar a resolução do problema.

Segundo a entidade, o objetivo é evitar que o profissional se infecte com o coronavírus, sendo obrigado a se afastar do trabalho ou se tornar um risco para seus familiares e fonte de transtornos no atendimento ao público.

O filiado poderá realizar a reclamação direto no Whatsapp do Sindmed-AC, podendo anexar fotos, vídeos e áudios para provar o problema. A identidade será preservada.

“Buscamos garantir condições de trabalho, evitando riscos para a saúde do médico e o risco de propagação da Covid-19 pela falta do EPI”, finalizou o presidente do Sindmed-AC, Murilo Batista.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB