Campanha contra violência doméstica será lançada nesta quarta-feira

Na terça-feira, 9, o Poder Judiciário do Acre, por meio de jornalistas da Gerência de Comunicação (Gecom), participou de reunião virtual com intuito de acertar os últimos detalhes para o lançamento da Campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica. A ação foi idealizada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com a parceria de várias instituições e entidades.

A Campanha será lançada nesta quarta-feira, 10, nos canais do Youtube do CNJ e da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), e depois será feita live pelo Instagram @campanhasinalvermelho, com a presença da apresentadora e atriz Ana Furtado.

O objetivo é ampliar os canais de denúncias para as vítimas de violência doméstica e familiar. Por isso, a iniciativa conta com a atuação de todos os Tribunais de Justiça do país, da AMB, do Colégio de Coordenadores da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Poder Judiciário Brasileiro (Cocevid), bem como, do Fórum Nacional de Juízes da Violência Doméstica (Fonavid).

Além disso, a parceria das farmácias é crucial para operacionalizar a ação. As associações, conselhos e sindicatos de farmácias estão sendo envolvidos e convidados a aderirem à mobilização, tanto a nível nacional como local. O CNJ já tem o engajamento da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), do Conselho Federal de Farmácias e da Associação Brasileira das Redes Associativistas de Farmácias e Drogarias.

Por isso, o Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) através da Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar (COMSIV) e da Corregedoria-Geral da Justiça (Coger) articulou a colaboração do Conselho Regional e Sindicato das Farmácias do Acre.

Outras instituições também estão apoiando a campanha, como Conselho Nacional do Ministério Público (CNM), Instituto Mary Kay, Grupo Mulheres Brasil, Ministério Público do Trabalho, Policia Civil e Conselho Nacional de Comandantes Gerais. Assim, todos buscam dar mais efetividade no atendimento às mulheres vítimas desses crimes, ofertando um canal silencioso de denuncia.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB