Campanha de Tarcísio está furiosa com deputado bolsonarista

Douglas Garcia foi criticado pela campanha de Tarcísio
Reprodução/Instagram – 14.09.2022

Douglas Garcia foi criticado pela campanha de Tarcísio

A campanha de Tarcísio de Freitas (Republicanos) está furiosa com o comportamento do deputado estadual e candidato à reeleição Douglas Garcia (Republicanos).  O parlamentar pegou o celular e passou a atacar a jornalista Vera Magalhães. A atitude revoltou jornalistas e respingou negativamente no ex-ministro da Infraestrutura, que hoje disputa o governo do estado de São Paulo nas eleições 2022 .

A ação de Douglas foi considerada inaceitável entre a equipe de Tarcísio. Os aliados lembraram que o ataque de Jair Bolsonaro (PL) no debate da Band contra Vera repercutiu muito mal para o presidente da República. Desde então, todos estavam trabalhando para evitar que bolsonaristas agredissem mulheres verbalmente.

A postura de Freitas no debate da TV Cultura foi muito elogiada, principalmente por ter mostrado um tom moderado. No entanto, tudo foi por água abaixo por culpa de Garcia, que resolveu entrar em atrito com Magalhães para viralizar nas redes sociais e agitar seus apoiadores.

O problema que a atitude prejudicou o candidato ao governo de São Paulo. Não por acaso, Tarcísio ligou para Vera e se desculpou. Nesta quarta-feira (14), em entrevista para Mônica Bergamo, o ex-ministro chamou o deputado estadual de “idiota” e prometeu barrá-lo em qualquer evento da sua campanha.

Outro que se manifestou contra o parlamentar foi Eduardo Bolsonaro. “O que ocorreu ontem após o debate dos candidatos ao Governo de SP é lamentável por muitos motivos. Em primeiro lugar, não há justificativa para provocar uma jornalista e tentar constrangê-la gratuitamente no seu local de trabalho, sem que ela tenha dado qualquer motivo para isso”, escreveu o filho do presidente da República.

Douglas Garcia foi visto como individualista

A atitude de Douglas foi avaliada não apenas como machista, mas também como individualista. A equipe de Tarcísio enxergou que o objetivo do deputado era apenas viralizar nas redes sociais para conquistar votos. A campanha não acredita que ele tivesse algum objetivo em defender o projeto do candidato ao governo paulista.

A ordem é afastá-lo do grupo apoiado por Bolsonaro. A avaliação que Tarcísio tem uma margem para errar muito menor do que o presidente da República, já que não tem a máquina pública na mão e Rodrigo Garcia (PSDB) pode “roubar” votos dele.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Política

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB