Associação tenta barrar indicação de Ribamar Trindade para o TCE

A Associação Nacional dos Ministros e Conselheiros Nacionais Substitutos dos Tribunais de Contas (Audicon) entrou com um mandado de segurança pedindo a suspensão da indicação do nome de Ribamar Trindade de Oliveira para assumir vaga de conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-AC).

Trindade é o atual secretário de estado da Casa Civil e foi indicado pelo governador Gladson Cameli após uma decisão da Justiça do Acre negando pedido da Audicon para que fosse suspenso o decreto que impedia a nomeação da conselheira substituta Maria de Jesus Carvalho de Souza, 65 anos, no TCE.

No documento, a Audicon pede que a justiça determine a anulação dos atos de indicação e “dos atos de aprovação, nomeação e de posse no cargo de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado do Acre”.

A entidade quer que Maria de Jesus seja empossada na vaga do conselheiro José Augusto Araújo de Faria, de 71 anos, vítima de Covid-19 em julho deste ano. Ela cumpriu os quesitos idoneidade moral, conhecimentos jurídicos, contábeis, econômicos, financeiros e administração, além de ter mais de 10 anos em exercício de função e efetiva atividade profissional, menos o fator idade.

Por conta disso, o nome de Maria de Jesus foi rejeitado na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) no dia 25 de agosto.

Ela integra o corpo especial do Tribunal de Contas desde 1994, quando tomou posse no cargo de auditora substituta de conselheiro.

Com informações do G1 Acre

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB