Autônomos fecham ruas no centro de RB em protesto contra quarentena

Cerca de 100 autônomos que trabalham no Calçadão da Benjamin Constant, no centro da capital acreana, resolveram bloquear na manhã deste sábado (27) as ruas no entorno do Terminal Urbano, em protesto contra as medidas do governo e da prefeitura que mantêm o camelódromo com as portas fechadas.

Ao movimento se juntaram prestadores de serviço que também se veem prejudicados pelos decretos emergenciais contra a propagação do coronavírus.    

“O plano de contingência do governo não tem surtido efeito. Por isso estamos aqui protestando de forma pacífica, dentro da lei”, disse Josué Silva.  

O vice-presidente do Sindicato dos Camelôs, José Carlos Lima, o Juruna, afirmou que a revolta é ‘maior devido à falta de sintonia [do Poder Público]’. Segundo ele, Rio Branco inteira não está sob isolamento social.

“Aí o isolamento só tem que funcionar no Calçadão?”, questionou.

Para Juruna, falta suporte governamental aos trabalhadores, que precisaram, por conta dos decretos emergenciais, paralisar as suas atividades laborais.

“Chega a um limite em que as contas não param de chegar, e a gente então precisa buscar uma solução”, disse.

Segundo ele, muitos comércios na capital mantêm suas portas abertas, o que seria uma injustiça contra os camelôs, que não podem continuar em suas ocupações diárias.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB