fbpx

Diferencial: liderança servidora para o sucesso na carreira profissional

Em palestras ou artigos sobre empreendedorismo, se ouve falar muito sobre liderança servidora e os resultados desse estilo de comportamento para obter sucesso na carreira. Mas o que é liderança servidora? Esse termo surgiu pela primeira vez em 1970, no ensaio “The Servant as Leader”, escrito por Robert K. Greenleaf. No entanto, é uma abordagem que as pessoas têm usado durante séculos, antes mesmo de nomeá-la. Trata-se de uma forma de gestão na qual o líder se concentra nas necessidades dos outros, especialmente dos membros da equipe, antes de considerar as suas próprias.

Empresas que adotam a liderança servidora em sua cultura organizacional dão muita atenção aos ambientes de desenvolvimento e estruturas de apoio com o objetivo de promover altos níveis de satisfação entre os funcionários. Além disso, o líder servo trabalha para a construção de uma organização de aprendizagem em que os indivíduos são encorajados a crescer e se tornarem cada vez mais valiosos, tanto na realidade do empreendimento em que está inserido quanto nas demais áreas do mercado.

Existem várias obras que tratam dos demais conteúdos sobre liderança servidora. Faço questão de enfatizar a importância desta figura para empresas alcançarem sucesso em seus mercados de atuação e líderes em seu ambiente de trabalho. Isso porque os líderes são os principais responsáveis por inspirar e influenciar os colaboradores que estão sob seu comando a realizarem um trabalho de excelência no dia a dia, com a finalidade de alcançar resultados extraordinários para os negócios e para todos os profissionais.

É preciso que encarregados, gerentes, empresários e empreendedores de diversos segmentos invistam bastante no desenvolvimento de líderes, pois as chances de alcançar o sucesso permanente aumentam de forma exponencial. Mas em qual tipo de liderança se espelhar? Bom, tudo depende do tipo de atividade ou negócio de atuação e de como funcionam os processos organizacionais internos/externos. Para embasar e facilitar a compreensão, apresentarei algumas características deste perfil servidor. Com isso, você pode fazer uma análise se ele se encaixa ou não na realidade do seu empreendimento.

Um líder servidor tem o foco voltado às pessoas. No entanto, ele não deixa a busca pelos resultados de lado e é exatamente por este motivo que investe tanto nos profissionais. Ele sabe que somente através da valorização, cuidado, atenção e parceria com seus colaboradores é que é possível alcançar metas e objetivos assertivamente. Resultados não são feitos somente de números, envolvem questões mais profundas. E para despertar isso nos demais, o líder servidor precisa ter as seguintes características:

Habilidade em capacitar e desenvolver pessoas

O líder dá às pessoas a responsabilidade por suas próprias ações de trabalho. Por meio da capacitação, ele reconhece os talentos e pontos fortes dos seus liderados. Ele deve incentivar seus colaboradores em suas ações e crescimento pessoal, mostrando que eles não são meros subordinados, mas sim indivíduos únicos plenamente capazes de contribuir para que a entidade (empresa) se torne cada vez mais bem-sucedida no mercado.

Humildade

O líder deve ter humildade para reconhecer que os colaboradores podem ter mais conhecimento e experiência do que ele. Reconhecendo seus limites, ele incentiva a criação de um ambiente de aprendizagem em que os profissionais trocam conhecimentos uns com os outros. Isso fortalece a força de vontade e cria a cultura de saber os momentos exatos em que há necessidade de ajuda mútua em determinadas tarefas. Assim, ele demonstra que o crescimento só é possível se for realizado em grupo.

Autenticidade

É importante que o líder servo mostre aos colaboradores que eles podem e devem agir de acordo com suas convicções no ambiente de trabalho. Para mostrar sua autenticidade, o líder deve agir com integridade, cumprindo o que promete, mostrando coerência entre o que faz e o que fala. Ele precisa ser fiel a si mesmo e aos princípios que prega.

Empatia

Capacidade de compreender e experimentar os sentimentos/motivações dos outros é essencial para uma cultura de liderança servidora. Ao aceitar os funcionários como indivíduos, o líder mostra-se compreensivo com aqueles que trabalham com ele, sejam membros de sua equipe, seus pares ou seus superiores.

Direcionamento

Significa deixar claro quais são as expectativas sobre o trabalho de cada colaborador para que eles saibam qual caminho devem seguir, até mesmo de maneira autônoma. Saber exatamente o que o líder espera de cada um é muito importante para os colaboradores e para a organização como um todo. Por isso, é necessário oferecer um direcionamento sobre o que cada um deve fazer.

Como pontuei, existem várias técnicas e ferramentas que compartilham metodologias capazes de capacitar e melhorar indivíduos para que eles aprimorem ainda mais suas competências, habilidades e tornem-se verdadeiros líderes de sucesso. O importante é que seja dado o primeiro passo neste caminho do altruísmo tão escasso no voraz mercado de trabalho brasileiro.

Sou Jebert Nascimento, empresário, advogado, administrador e contador acreano.

Me acompanhe nas redes sociais e sugira novos temas: @jebertnascimento

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB