fbpx

Azul terá voos diretos de Recife para capitais, exceto Rio Branco

A Azul Linhas Aéreas divulgou recentemente que as capitais do país terão voos diretos para Recife, capital de Pernambuco. Rio Branco seria a única exceção, o que revoltou o advogado e defensor público Valdir Perazzo Leite.

Em carta enviada à diretoria da empresa, Perazzo disse que a decisão é ‘um equívoco’.

Leia a íntegra do texto:

Sou defensor público no Acre, mas continuo advogando na capital acreana.

Faz mais de 04 anos que defendo a tese de um vôo direto de Recife para a capital acreana (Rio Branco).

Sobre essa importante proposta para a integração do Brasil, já falei com toda a bancada federal do Acre. Em Pernambuco, já conversei com algumas autoridades.

Para minha surpresa, tomei conhecimento de que a “Azul” terá vôos diretos de Recife para todas as capitais brasileiras, com exclusão do Acre.

A meu ver, um equívoco.

Explico.

Perazzo é defensor público no Acre/Foto: reprodução

Nos anos 50, Juscelino, atendendo uma sugestão do governador do território de Rondônia, decidiu construir a BR 364, ligando Brasília ao Acre. O Estado mais a oeste do Brasil. Completou-se o outro braço da cruz como dizia Paulo Nunes Leal, autor do livro, o outro braço da cruz.

Completava-se a integração rodoviária do Brasil.

Ora, a integração do Brasil precisa ser multimodal. Também aeroviária.

A Azul, com voos de Recife, para todas as capitais, com exclusão do Acre, perde a oportunidade de ser a empresa aérea que integrou o Brasil pelos 04 pontos cardeais.

Ademais, o Acre é o centro da América Latina, daqui (Rio Branco), que tem aeroporto internacional, poderiam sair voos para toda a Comunidade Andina, promovendo-se a integração do subcontinente (América do Sul).

Por outro lado, todos os voos que saem do Nordeste para os países da América Latina, obrigatoriamente, passam em São Paulo. Teríamos uma outra rota, passando pelo Acre. O turista brasileiro poderia entrar no Peru até por terra. Conhecer a selva, a serra e a costa.

O Nordeste, especialmente Recife, com um voo para Rio Branco, poderia receber no fluxo contrário, os turistas de Cuscu e Machupichu.

Acho que o governo federal, para promover a integração interna do Brasil e com a Comunidade Andina, tem interesse em que haja um voo Recife para o Acre.

Pensemos nessa proposta.

Sugiro que o senhor venha conhecer essa possibilidade de integração do Brasil e da América Latina.

Valdir Perazzo Leite

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB