Alta do diesel deve provocar reajuste na tarifa do transporte coletivo


source
Associação prevê reajuste de até 15% nas tarifas nos próximos dias
Arquivo/Elisa Rodrigues/SPTrans

Associação prevê reajuste de até 15% nas tarifas nos próximos dias

A Associação Nacional de Empresas de Transportes Urbanos (NTU) alertou nesta terça-feira (10) para a necessidade de novos reajustes nas tarifas do transporte coletivo após a alta no preço do diesel. Segundo a entidade, o aumento poderá chegar a 15,4% em algumas cidades.

Na segunda-feira (9), a Petrobras anunciou o reajuste de 8,84% no preço do diesel nas refinarias a partir desta terça. Com a atualização, a alta no combustível em 2022 chega a 47%.

Segundo a associação, a tarifa deve ser reajustada em 2,9%, em média, imediatamente. No acumulado do ano, o aumento nas passagens chega a 26%.

A NTU lembrou que a alta está muito acima da inflação registrada nos últimos 12 meses. Se o índice inflacionário se aproxima dos 10%, o reajuste do combustível atinge 80% entre maio de 2021 e deste ano.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia

A associação colocou o combustível como o segundo maior gasto do transporte público, perdendo apenas para a mão de obra. De acordo com a NTU, o diesel também é um dos principais motivos para os reajustes das tarifas.

O presidente da entidade, Francisco Christovam, emitiu uma nota sugerindo a redução de tributos para empresas do transporte coletivo. Segundo Christovam, a carga tributária chega a 35%.

A NTU ainda sugeriu um fundo de estabilização para segurar a alta do diesel. O combustível está com defasagem de 11%, ou seja, ainda há receio de novos aumentos. O Congresso Nacional ainda debate a criação do fundo.

Gostou deste artigo?

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
Linkedin
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

© COPYRIGHT O ACRE AGORA.COM – TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. SITE DESENVOLVIDO POR R&D – DESIGN GRÁFICO E WEB